Polaramine Bula – Para que serve, Como usar, Efeitos e Preço

Polaramine (maleato de dexclorfeniramina) é um remédio antialérgico, que serve para amenizar sintomas de reações alérgicas, prevenindo efeitos da histamina liberada pelo próprio corpo quando entra em contato com o agente alergênico.  A medicação pode ser encontrada em forma de comprimidos, pomada, xarope líquido e em gotas.

Para que serve

O polaramine serve para tratar:

  • Coceira;
  • Prurido;
  • Rinite alérgica;
  • Urticária;
  • Picadas de insetos;
  • Conjuntivite alérgica;
  • Dermatite atópica;
  • Eczema alérgico;
  • Irritação da pele;
  • Coceira no nariz;
  • Sinusite alérgica;
  • Coceira na garganta.

Já explicamos, aqui, para que serve a polaramine. 

Como usar Polaramine

Abaixo, segue as recomendações da bula oficial, divulgada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), de como usar as respectivas versões desta medicação anti-histamínica:

Pomada

Deve-se aplicar a pomada diretamente sobre a área afetada, espalhando, em movimentos circulares, com os dedos. Lave as mãos antes e depois de passar o creme. O procedimento deve ser repetido duas vezes ao dia.

Não utilize o creme nos olhos e não exponha a região tratada ao sol, pois poderá ocorrer reações indesejáveis ou formação de manchas. A versão em pomada deve ser aplicada somente em áreas externas do corpo, sendo que grávidas e crianças abaixo dos dois anos não devem usar o produto sem antes consultar ao médico.

Xarope

A versão líquida deve ser administrada de 3 a 4 vezes por dia, sem ultrapassar a dosagem máxima de 12mg diárias. Deve-se utilizar o copo dosador para calcular o ml, não misturando com água.

A posologia consiste:

  • Adultos e crianças maiores de 12 anos: 5 ml;
  • Crianças de 6 a 12 anos: 2,5 ml;
  • Crianças de 2 a 6 anos: 1,25 ml.

A versão em gotas contém uma posologia um pouco diferente:

  • Adultos e crianças maiores de 12 anos: 20 gotas, de 3 a 4 vezes ao dia;
  • Crianças de 6 a 12 anos: 10 gotas ou 1 gota para cada kg de peso, três vezes ao dia;
  • Crianças de 2 a 6 anos: 5 gotas ou 1 gota para cada 2kg de peso, três vezes ao dia.

Comprimido

A administração de comprimido pode ser feita antes de refeições, sem prejudicar os efeitos e podendo ser usado água para ajudar na deglutição da drágea. Não se recomenda o uso desta versão para crianças de 2 a 6 anos.

A posologia recomendada na bula é de:

  • Adultos e crianças maiores de 12 anos: 1 comprimido, de 3 a 4 vezes ao dia;
  • Crianças de 6 a 12 anos: 1/2 comprimido, três vezes ao dia.

Nas farmácias, é possível encontrar a versão de drágeas repetabs este remédio tem versões concentradas do anti-histamínico, de maneira que pode ser utilizado menos vezes ao dia: somente um comprimido pela manhã e outro à noite. Em casos de alergias mais severas, pode-se administrar a cada 8 horas.

Como usar em cachorros

Os cachorros e gatos também sofrem de alergias da pele, como dermatites, picadas de insetos e até as mordidas de pulgas, que podem causar coceira, irritação de pele e desconforto ao animal.

Algumas raças de cães são mais suscetíveis às alergias, como shitsu, lhasa, golden retriver, labrador e bulldog inglês. Nestes casos, a polaramine em creme é a mais indicada. Situações mais sérias podem implicar na posologia de uma dose única de 1/2 comprimido, sendo normal que o animal fique sonolento, após administração via oral.

Preço

A medicação pode ser comprada sem a necessidade de receita médica, nas principais redes de farmácia. O preço varia de acordo com a versão, laboratório e farmácia que comercializam. A média de valor é de:

  • Caixas de comprimidos de 2mg custam de R$12,00 a R$18,00;
  • Xarope de polaramine com 20 ml custam, em média,  de R$20,00 a R$27,00;
  • Polaramine em creme tem um preço que varia de R$11,00 a R$16,00.

O nome polaramine é a versão comercializada pelo laboratório da Farma Delivery. No entanto, a medicação também pode ser substituída por outros remédios feitos de maleato de dexclorfeniramina, como os seguintes nomes comerciais:

  • Alergomine;
  • Alergonil;
  • Alergovalle;
  • Alergyo;
  • Alermine;
  • Dexlerg;
  • EMS Expector;
  • Fenirax;
  • Histamin;
  • Hystin;
  • Lasamine;
  • Polaradex;
  • Polarax;
  • Polaren;
  • Polaryn.

Efeitos colaterais

O efeito mais comum dos anti-histamínicos é a sonolência. Portanto, é indicado não operar máquinas ou dirigir, após o uso da medicação. Nas crianças, esta reação adversa pode interferir no desempenho escolar, de modo que se deve preferir administrá-lo à noite.

Também são efeitos colaterais da polaramine:

  • Dor de cabeça;
  • Pressão baixa;
  • Falta de ar;
  • Tonturas;
  • Agitação;
  • Palpitações;
  • Sensação de sedação;
  • Indisposição.

Contraindicações

A polaramine não deve ser utilizada por crianças menores de dois anos, durante o aleitamento materno e por pacientes que tenham crise de asma, grávidas e ou que fazem tratamentos com antidepressivos. Em caso de dúvidas, deve-se confirmar com um médico especializado se a medicação é a melhor opção para aliviar sintomas de alergia.